IV Seminário Intersetorial do Programa Bolsa Família acontece hoje e amanhã na capital

ms

A Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast) realiza hoje (24) e amanhã, na capital sulmatogrossense o IV Seminário Intersetorial do Programa Bolsa Família (PBF), na Escola das SUAS “Mariluce Bittar”, com o objetivo de instrumentalizar os gestores municipais abordando a importância do trabalho intersetorial.

Na abertura do evento a secretária da Sedhast, Elisa Cleia Nobre, destacou a importância da união em torno do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e consequentemente do desenvolvimento das políticas atreladas. “Parabenizo a todos pelo esforço de estarem aqui hoje para discutirmos juntos. Nós somos agentes com demandas e para que essas demandas sejam abordadas e verificadas, nada melhor que um espaço como esse onde discutimos e alinhamos nossas ideias e ações,  com os avanços já obtidos pelo SUAS”, disse.

O Seminário, que é realizado por intermédio da Superintendência da Política de Assistência Social e a Coordenação Estadual do Cadastro Único e Programa Bolsa Família, conta com a parceria das Secretarias de Estado de Educação (SED) e Saúde (SES), do Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas/MS) e da Caixa Econômica Federal.

Os profissionais envolvidos com os beneficiários do Programa Bolsa Família devem trabalhar integrados para garantir a qualidade do acompanhamento, com vistas a atingir a finalidade proposta nas diretrizes do programa. Deste modo o encontro trata de temas relevantes, dos quais: o Índice de Gestão Descentralizada do PBF e a Articulação entre o Cadastro Único PBF e o SUAS.

Também participaram da abertura do evento o secretário-adjunto da SED, Josimário Teotônio da Silva; Maria Aparecida da Cruz, representando a SES; Salette Marinho de Sá, presidente do Conselho Estadual de Assistência Social e Valdereis Freitas, coordenador da Proteção Social Básica da Sedhast. O evento tem como público alvo os gestores municipais representantes das Políticas de Assistência Social, Saúde e Educação, dos 79 municípios do Estado de Mato Grosso do Sul, com mais de 240 participantes.


Crianças do Programa Rede Solidária realizaram a abertura cultural do evento

Cadastro Único e Bolsa Família

O Cadastro Único para Programas Sociais reúne informações socioeconômicas das famílias brasileiras de baixa renda – aquelas com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa. Essas informações permitem ao governo conhecer as reais condições de vida da população e, a partir dessas informações, selecionar as famílias para diversos programas sociais.

O Programa Bolsa Família (PBF) é um programa de transferência condicionada de renda que beneficia famílias pobres e extremamente pobres, inscritas no Cadastro Único.

da Ascom/Sedhast

Comentários no Facebook