Garotas de Talismã ganham festa de 15 anos após concluírem cursos no CRAS

A secretária estadual do Trabalho e Assistência Social (Setas), Patrícia do Amaral, prestigiou na noite do último sábado, 18, o I Baile de Debutantes de Talismã, cidade localizada a cerca 350km de Palmas. A festa, conhecida por representar a passagem simbólica de meninas para vida adulta, contemplou 12 jovens e foi organizada pela Secretaria Municipal de Assistência Social com o objetivo de dar condições igualitárias de acesso à cidadania a famílias vulneráveis.

Para serem contempladas com a festa, as meninas se inscreveram por meio de um edital e tiveram que participar durante seis meses de cursos ofertados pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), como princípios de cidadania, autoconhecimento, planejamento doméstico, oratória, dentre outros.

Segundo a secretária municipal de Assistência Social e idealizadora do projeto, Sara Diniz, todo o processo de preparação educacional e a própria festa possibilitam dar condições para que as debutantes tenham conhecimentos suficientes para tomar atitudes positivas no seio familiar e comunidade. “O objetivo não é só dar uma festa, mas preparar estas meninas para a transformação que estão passando e para a sociedade”, comentou.

A debutante Natasha da Silva, que completou 15 anos em março, disse que gostou bastante dos temas abordados e que já conhecia cursos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos do Cras, pois participava do futebol e aulas de teatro. Mas na noite da festa, foi a valsa diante de seus parentes que causou mais ansiedade na menina. “Em março fizemos só uma comemoraçãozinha. A festa mesmo é agora e é muito bom ter minha família e namorado aqui, comemorando comigo”, comentou informando que cada debutante pôde levar 20 convidados à festa.

A gestora da Setas, Patrícia do Amaral, disse considerar o baile um momento importante para manter as famílias unidas. “É muito mais que só uma festa: é o momento que podemos nos reunir enquanto família e podemos nos sentar, conversar. Estamos trazendo essas meninas que são nossa referência de futuro e amanhã poderão estar nos representando na política e em tantos outros espaços sociais. Além disso, é muito bom ver a alegria e animação dessas jovens”, afirmou.

A animação das 12 debutantes era contagiante e a debutante Luana Tenório disse que precisou conter um pouco sua emoção. “Eu sonhava com uma noite destas desde que eu tinha 11 anos. Eu só imaginava como seria este dia, mesmo sem ter certeza que conseguiria ter uma festa assim. Tive que me controlar para não chorar e borrar a maquiagem”, contou.

 

da Ascom/Setas

Comentários no Facebook