Audiência Pública sobre o Bolsa Família nas Caravanas da Justiça Social ampliam conhecimento sobre o programa

Discutir a importância do programa Bolsa Família e o direito à renda foram os temas das audiências públicas realizadas, pela Superintendência de Assistência Social da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), nas Caravanas de Justiça Social que aconteceram nas cidades de Medeiros Neto, Lajedão e Mucuri, no extremo sul baiano.

Centenas de famílias participaram dos encontros, que nesta sexta-feira (23), na cidade de Medeiros Neto, contou com a presença do secretário da SJDHDS, Carlos Martins. As orientações e palestras foram apresentadas pelo coordenador Estadual do Programa Bolsa Família, Jamilton Fernandes.

“As políticas públicas com foco na questão social, como o programa Bolsa Família, foram fundamentais para reduzirmos a pobreza e, principalmente, a mortalidade das crianças do Nordeste em mais de 50%. Portanto, não existe esmola. Existe, sim, o direito de vocês e a obrigação do Estado”, disse Martins aos presentes.

Além dos beneficiários, muitos técnicos e gestores da área social acompanham a audiência com o objetivo de ampliar o conhecimento sobre o programa. Segundo Jamilton Fernandes, coordenador Estadual do programa na SJDHDS, o Bolsa Família sofre com a desinformação das pessoas, muitas delas sem o conhecimento do impacto social e econômico do programa.

“As pessoas às vezes não compreendem que o programa não beneficia apenas a família que recebe. O Bolsa Família injeta dinheiro nas pequenas cidades, por exemplo, movimentando a economia, gerando mais emprego e renda para a população”, afirmou explicou o coordenador.

 

da Ascom/SJDHDS

Comentários no Facebook