Seminário avalia os 15 anos da Fundação Proteção Especial

Para avaliar os 15 anos de existência da Fundação de Proteção Especial, sua história e avanços, foi realizado nesta quinta-feira (7) um seminário reunindo dirigentes, gestores e servidores da instituição no auditório da Ajuris. A secretária de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori, ao abrir o evento nesta quinta-feira (7), falou das obras de melhorias realizadas nos abrigos e sobre a dedicação institucional às crianças. “Nós estamos avançando, estamos fazendo as mudanças. E que bom que essas mudanças sejam boas para os acolhidos, porque o futuro é deles. É nesse futuro que nós temos que pensar e trabalhar”, disse.

O presidente da FPE, José Luis Barbosa, ressaltou que “os colaboradores são importantíssimos para a evolução da fundação. E vamos hoje ver coisas que muitos de vocês, que laboram há tanto tempo e tão dedicadamente participam das atividades da instituição, por vezes não sabem o que está acontecendo logo à diante, lá na Sede ou em um outro abrigo”. A promotora de justiça Cinara Vianna Dutra Braga reconheceu os esforços da FPE e da Promotoria de Justiça da Infância e Juventude no trabalho com crianças e adolescentes acolhidos, destacando que “por intermédio da secretária Maria Helena, buscamos a alteração da lei que restringia os padrinhos afetivos de entrarem na fila da adoção”.

O juiz da 2ª Vara da Infância e Juventude de Porto Alegre, Marcelo Mairon Rodrigues, também, deu seu depoimento, afirmando que “com o trabalho e a dedicação de cada um, nós vamos construir gerações melhores. Ainda que grandes sejam as dificuldades, o nosso trabalho pode, sim, fazer a diferença”.

Pela manhã, as servidoras Elizabeth Arruda, Solange Bandeira e Fabiana Oliveira apresentaram a primeira palestra do Seminário, em que falaram sobre o passado e presente da Fundação. Logo após o Presidente José Luis Barbosa apresentou os 40 avanços da FPE no ano de 2017.

O evento continuou pela tarde com abordagens sobre o tema Abrigos Institucionais e a busca da hospitalidade como valor primordial na FPE.

 

da Ascom/Sdstjdh

Comentários no Facebook