Secretários Carlos Martins e Arany Santana visitam futuro Casarão da Diversidade

ahia

A futura casa do Centro Estadual de Promoção e Defesa dos Direitos LGBT recebeu, nesta segunda-feira, a visita dos secretários de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Carlos Martins, e de Cultura, Arany Santana. Localizado na Rua do Saldanha, esquina com a Rua 28 de Setembro, no Centro Histórico, o Casarão da Diversidade, que além do Centro LGBT, também sediará o Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (NETP), também da SJDHDS, o Projeto PREP-Adolescente, do Instituto de Saúde Coletiva da UFBA), além da Casa dos Conselhos, tem previsão de ser entregue à população no dia 29 de janeiro – dia nacional da visibilidade trans.

Acompanhados do Diretor-Geral do IPAC, João Carlos de Oliveira, além da professora Inês Dourado (ISC-UFBA), de representantes do GAPA-Bahia, entidade gestora do Centro LGBT, do coordenador de Políticas LGBT da SJDHDS, Vinícius Alves e da secretária-executiva do Conselho LGBT, Rebeca Benevides, os secretários conheceram todas as instalações do Solar Almirante Saldanha, que será entregue pelo IPAC à SJDHDS em dezembro, para ajustes finais para a inauguração no final de janeiro de 2018.

“Para nós do Governo do Estado, a ocupação do Centro Histórico é algo fundamental para revitalização deste polo de turismo, de cultura e de comércio. É de uma grande satisfação ver um equipamento como esse sendo preparado para receber o Casarão da Diversidade, que certamente será um marco na política LGBT do nosso estado, dando dignidade, acolhimento e diversos serviços necessários à comunidade LGBT. Para nós da SJDHDS é um momento de muito orgulho e tenho que certeza, que em 2018 entregaremos um equipamento grandioso que servirá não só ao Centro LGBT, mas também ao NETP, aos conselhos estaduais e demais parceiros”, destacou o secretário Carlos Martins.

Seguindo o entendimento de Martins, a secretária Arany Santana destacou a importância do Casarão como uma ação de respeito ao público LGBT. “Fiquei apaixonada pela estrutura e pelos desejos da Coordenação LGBT da SJDHDS de ocupação de espaço. Esse Casarão será grandioso e dará às pessoas a dignidade que elas merecerem. A Secretaria de Cultura se sente extremamente feliz em poder ser parceira da Secretaria de Justiça neste momento”, disse.

No final da visita técnica, os representantes dos órgãos estaduais, gestores e parceiros se reuniram para uma avaliação da estrutura. O secretário Carlos Martins, ainda apontou a preocupação com acessibilidade no Casarão, no entanto, a estrutura está apta a receber pessoas com deficiência, uma vez que conta com elevador, e ainda terá na sua entrada principal, pela Rua do Saldanha, outros elementos de acessibilidade. Martins ainda apontou a possibilidade da rua integrar um dos lotes de reforma que faz parte do projeto do Governo do Estado, Pelas Ruas do Centro Antigo.

Casarão terá ações de saúde voltadas ao público LGBT

O Centro LGBT será gerido pelo Grupo de Apoio à Prevenção à Aids da Bahia (GAPA), e contará com uma série de ações de saúde voltadas para o público LGBT. De acordo com a professora Inês Dourado, do Instituto de Saúde Coletiva da UFBA, o Centro será um mobilizador na prevenção ao HIV. No local, funcionarão consultórios de atendimentos, que indicarão qual programa fará o acolhimento da pessoa a partir da sua necessidade.

Entre os encaminhamentos, estão a possibilidade do uso da Profilaxia Pré-exposição (Prep), que é um medicamento diário aliado do preservativo na prevenção da infecção pelo HIV – o vírus causador da Aids. No entanto, o remédio, que tem eficiência próxima dos 100%, só pode ser usado para um público que se encaixa nos critérios de alta vulnerabilidade, de acordo com o atendimento

Comentários no Facebook