Secretaria Cidadã e MDS realizam capacitação do Programa Criança Feliz

Em parceria com o Ministério de Desenvolvimento Social e Agrário (MDS), a Secretaria Cidadã finalizou no último sábado (27) em Goiânia um curso de Capacitação para Multiplicadores do Programa Criança Feliz. O evento reúne representantes de secretarias de Assistência Social de sete estados e está sendo realizado no prédio anexo da Secretaria Cidadã, no Setor Universitário.

Além de debaterem as especificidades do programa, os participantes fizeram várias visitas a creches e entidades filantrópicas da capital. De acordo com a Denise Barra, coordenadora do programa Criança Feliz em Goiás, “as visitas são fundamentais para que os preceitos do programa se encaixem na realidade da assistência social nos estados. Então, tudo que é aprendido no curso, é vivenciado nessas visitas”, comentou.

“Essa capacitação é muito importante para ajudar as famílias a criarem um ambiente saudável para o desenvolvimento infantil”, disse Gilmara Andrea, da Secretaria Estadual de Direitos Humanos da Paraíba.

O evento contou com a presença da professora e psicóloga social, a doutora norte-americana Jane Lucas, que desenvolveu o método Care for Child Development (CCD) – Cuidado para o Desenvolvimento da Criança – que é a base do programa Criança Feliz. “O principal destaque do CCD é o foco nas habilidades dos pais. São métodos que ajudam os pais a desenvolverem as habilidades dos filhos, do nascimento até os três anos de idade”, explicou a especialista.

Abordada sobre os motivos do programa atender à faixa etária infantil até três anos, Jane Lucas afirmou que “pode fazer em qualquer idade, quanto mais cedo estreitar laços com seu filho melhor convivência terá quando ele estiver maior. A criança até três anos absorve com mais intensidade a informação e com isso levará para o resto da vida”, completou.

Criança Feliz

Programa do governo federal, o Criança Feliz visa estimular o desenvolvimento das crianças desde a gestação e pretende atender a crianças de famílias beneficiárias dos programas Bolsa Família e do BPC (Benefício de Prestação Continuada).

Os filhos dessas famílias serão acompanhados de zero a três anos de idade (Bolsa Família; para os filhos de famílias do BPC o atendimento vai até os seis anos). No primeiro ano, cerca de 14,5 mil crianças serão atendidas em Goiás. A meta do ministério é atender cerca de quatro milhões de crianças em todo o país até 2018.

Comunicação Setorial / Secretaria Cidadã

Comentários no Facebook