“Pretendemos dirigir CNAS pautado na lisura, transparência e espírito cooperativo” diz nova presidente

0-maira

“A gestão proposta pela Política de Assistência Social pauta-se no pacto federativo, e a bancada do governo dentro do CNAS segue esse pacto representado pelo conjunto de gestores Municipais, Estaduais e pela União, todos com autonomia e aptos à votarem e serem votados. Nessa conjuntura o Fonseas (Fórum Nacional dos Secretários(as) de Estado da Assistência Social) desponta como uma opção mediadora entre governo e sociedade civil e mesmo em um tempo curto de mandato pretendemos dirigir o CNAS pautado na lisura, na transparência e no espírito cooperativo”.

A afirmação é de Maira Leilane Almeida, secretária adjunta da Secretaria do Trabalho ,da Habitação e da Assistência Social do Rio Grande do Norte, eleita na última quinta-feira(15) a nova presidente do Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS). Seu nome foi aceito por unanimidade pelos 20 conselheiros presentes na plenária da 262ª Reunião Ordinária do colegiado, em Brasília.

Representante do Fonseas(as) no CNAS há dois anos, ela foi indicada para a presidência como representante governamental pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e ficará a frente do conselho até junho deste ano, quando ocorrerão as eleições para a gestão 2018/2020.

maira

Presidente Josbertini e Maira, durante encontro em Fortaleza, em 2015

Ela afirmou que um dos principais objetivos será caminhar na defesa e garantia de direitos dos usuários. “Temos a plena convicção de que o Sistema Único de Assistência Social se consolida com um controle social atuante e fortalecido e essa também deve ser a bandeira de luta desse Fórum. Sendo conhecedora do compromisso dos gestores que compõem esse colegiado na luta pelo fortalecimento do CNAS e pelo SUAS, estou certa que contarei com o apoio para cumprir essa missão” finalizou. Ela tem como vice-presidente a representante da sociedade civil, Rosângela Santos.

 

mds

Conselheiros escolheram, em Brasília, nova presidente para CNAS (foto: MDS)

Conselho – O CNAS foi instituído pela Lei Orgânica da Assistência Social (Loas), e é um órgão superior de deliberação colegiada, vinculado ao Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), e responsável pela coordenação da Política Nacional de Assistência Social. O conselho é composto por 18 membros e seus respectivos suplentes, totalizando 36 integrantes, sendo metade representante do governo e a outra metade da sociedade civil.

da Assessoria de Comunicação do Fonseas

Comentários no Facebook