Formação e empreendedorismo foram destaques durante evento

setas

Dona Raquel Rezende sentiu a emoção de receber seu primeiro certificado de capacitação aos 53 anos de idade. Ela, que não chegou a terminar a 4ª série, foi motivada pela amiga a participar das oficinas de artesanato realizadas durante a Caravana da Transformação – Edição Jaciara.

As oficinas aconteceram durante os chamados “Dias D”, realizados na sexta-feira e sábado (27 e 28.01), quando são realizados atendimentos de cidadania. A Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas) ofereceu, por meio de parcerias mais de 300 vagas em oficinas, cursos profissionalizantes e técnicos. Todos gratuitos.

A dona de casa participou das oficinas de aplique de tecido em pano de prato e decoração de tiaras e recebeu o primeiro certificado da vida pelas mãos do governador Pedro Taques e do titular da Setas, Max Russi. Outras 85 pessoas também participaram das aulas de artesanato, como as mais novas amigas Dalmiana, Edilma e Valdinete, que se conheceram na oficina da professora Jailce Rodrigues.

Dalmiana Mozer é de Rosário Oeste, ou como prefere definir “da terra do governador”. Ela foi para Jaciara cuidar dos netos durante as férias escolares e aproveitou para conhecer a Caravana. Além da aprendizagem no curso, fez amizade com Edilma de Assis, de Jaciara, e Valdinete Silva, de Campo Verde. Essa última também participou da oficina de bonecas de pano.

Programas e parcerias

Suely Cândida de Souza de 33 anos está desempregada há quase um ano, apesar de diversas qualificações e experiência como atendente na área de saúde. Por isso, decidiu aproveitar todas as oportunidades disponíveis nos “Dias D” na Caravana da Transformação.

Ela participou da oficina de corte de cabelo feminino realizada pela Setas em parceria com a Escola Galvan Cabeleireiro e se inscreveu para o curso de Auxiliar de RH, oferecido pelo Sistema Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), em parceria com a Secretaria Adjunta de Trabalho e Emprego da Setas.

“Nunca peguei numa tesoura antes, mas descobri um dom. Posso trabalhar por minha conta, até dentro de casa”, comemora após ser elogiada pela professora Débora Galvan.

Outras 37 pessoas foram certificadas nos cursos de estética, sendo as áreas: corte masculino e feminino, penteados, depilação egípcia e sobrancelha. Ainda orientados por professores da escola, o grupo de alunos formado na Caravana, atendeu gratuitamente o público. Quem passou pela Caravana nos “Dias D”, também recebeu orientações sobre postura, bamboo terapia e reciclagem com papel.

Silvana Espíndola, Jeferson da Silva e Mateus Fagundes, também ganharam bolsas de qualificação. Essas foram ofertadas pelo Programa Emprega Rede da Setas, em parceria com a Uniorka de Jaciara.

O curso técnico em segurança do trabalho é a realização de um sonho para Silvana de 36 anos. Ela trabalha como diarista e com o valor arrecadado somado ao benefício do Programa Federal Bolsa Família, mantém a casa, quatro filhos e um neto. Já Jeferson de 16 anos nunca teve um emprego formal, ele vende panelas na rodovia (BR-163) e ganhou uma bolsa para o curso profissionalizante de informática.

“Vendo panela porque é o serviço que apareceu, mas meu sonho é ser engenheiro civil. Com o curso, pretendo conseguir uma colocação melhor para trabalhar e estudar até formar na faculdade”, conta o jovem que cursa o 3º ano do Ensino Médio.

O trabalho exaustivo quase fez com que Mateus Fagundes desistisse de estudar. Ele perdeu um ano e agora aos 18 cursa o 2º ano do Ensino Médio. O jovem que trabalha como carregador em uma loja de móveis, cursará técnico em segurança do trabalho e acredita que com isso conseguirá um trabalho melhor.

Essas três pessoas se enquadram no perfil de vulnerabilidade para ser beneficiada pelo Programa da Setas. “É uma parceria com muito potencial, pois o Sine pode encaminhar aos cursos as pessoas que realmente precisam e tem interesse, enquanto a escola promove um bem insolúvel: o conhecimento. E depois de formadas elas são novamente encaminhadas pelo mesmo sistema”, elogia o proprietário da escola Uniorka de Jaciara, Leonardo Cecato Vera.

A coordenadora do Sine Matriz, em Cuiabá, Juciane Marta de Aguiar, coordenou as ações do Emprega Rede em Jaciara. A servidora conta que as seis bolsas integrais de qualificação e curso técnico foram sorteadas entre pessoas cadastradas no banco de vagas do Sistema Nacional de Emprego (Sine) de Jaciara, e outras que demonstraram interesse espontâneo durante a Caravana da Transformação.

 

da Ascom/Setas

Comentários no Facebook