Debate com servidoras públicas marcará o Dia da Mulher Negra na Bahia

Para homenagear o Dia da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha na Bahia, o Governo do Estado realiza na próxima segunda-feira (24), em Salvador, a mesa temática “Mulher Negra e Combate ao Racismo Institucional”. A atividade acontece a partir das 14 horas, no auditório do Ministério Público, localizado no Centro Administrativo da Bahia (CAB). O evento é fruto da parceria entre as secretarias de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) e de Políticas para as Mulheres (SPM).
 
A mesa temática contará com palestra da doutora Dora Lúcia Bertúlio, um dos principais nomes da área do Direito Público e Relações Raciais no Brasil e procuradora-geral da Fundação Cultural Palmares. Também integra a programação a jornalista e escritora Rosane Borges, autora de obras que abordam a temática da presença negra na mídia. As titulares da Sepromi e da SPM, Fabya Reis e Julieta Palmeira, respectivamente, abrirão as atividades. A ação é voltada a servidoras públicas e irá debater e incentivar o combate ao racismo institucional nas estruturas e serviços governamentais.
O secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Carlos Martins, comentou sobre a importância do evento para a esfera pública. “Não podemos deixar de discutir um tema como esse. O racismo não pode impedir uma pessoa de ter acesso aos seus próprios direitos. Precisamos trabalhar para fornecer um serviço adequado à população, independe da cor, cultura ou etnia”, frisou.
 
Sobre Dora Lúcia 
 
Dora é uma das principais especialistas da área do Direito Público e Relações Raciais no Brasil e, atualmente, é procuradora-geral da Fundação Cultural Palmares. No estado do Paraná, foi procuradora-geral na Secretaria de Estado da Saúde, da Universidade Federal e do Incra. Lecionou na Universidade Tuiuti do Paraná, na Universidade Federal de Santa Catarina e Universidade Federal de Mato Grosso, nas disciplinas de Direito do Estado, Direitos Humanos, Relações Raciais e de Gênero.
 
Dora Bertúlio participou ativamente dos processos de implementação de programas de ação afirmativa para inclusão de população negra no Ensino Superior e Mercado de Trabalho na Universidade Federal do Paraná e colaborou com a implementação das Cotas nas universidades federais de Alagoas, Santa Catarina; Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Pará, Amazonas, Sergipe e estaduais do Paraná.
 
Sobre Rosane Borges
 
Rosane Borges é pós-doutoranda em Ciências da Comunicação pela ECA-USP; jornalista e professora Centro de Estudos Latino-Americanos sobre Cultura e Comunicação da USP. Integra a Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial em São Paulo (Cojira-SP), é autora e organizadora de diversos livros, entre eles, “Espelho infiel: o negro no jornalismo brasileiro” (2004) e “Mídia e racismo” (2012).
 
Serviço:
 
O quê: Mesa temática “Mulher Negra e Combate ao Racismo Institucional”.
 
Quando: Segunda-feira, 24 de julho de 2017, às 14h.
 
Onde: Auditório Afonso Garcia Tinoco – Ministério Público – 5º Avenida, nº 705 – Centro Administrativo da Bahia (CAB) – Salvador.
 
Quem participa: Doutora Dora Lúcia Bertúlio, especialista em Direito Público e Relações Raciais; Rosane Borges, jornalista e escritora; Fabya Reis, titular da Sepromi; Julieta Palmeira, titular da SPM; além de servidoras públicas.
da Ascom/SJDHDS

Comentários no Facebook