Criança Feliz é destaque no Fórum Global de Educação e Habilidades em Dubai

0ba4cb14-5d11-4f3f-af85-de03bc3e11bd

Dubai – Maior programa em escala com foco na promoção do desenvolvimento infantil na primeira infância, o Criança Feliz foi destaque no Global Education and Skills Forum, que acontece neste fim de semana em Dubai, nos Emirados Árabes. O fórum reúne representantes de mais de 140 países para debater e moldar novas formas de educação para transformar o mundo. O ministro da Cidadania, Osmar Terra, foi um dos palestrantes no painel “O Mundo que se vê pelos olhos de uma Criança – Porque os primeiros 1000 dias de uma criança são tão importantes”?. Terra apresentou os avanços do programa Criança Feliz, que já atende mais de 542 mil gestantes e crianças das famílias mais pobres de todas as regiões do país.

Mediador do debate, Michael Feigelson, diretor executivo da Fundação Bernard van Leer, enfatizou a abrangência do programa brasileiro. Segundo ele, é surpreendente como o Criança Feliz se expandiu rapidamente, transformando-se na maior experiência do tipo no mundo em pouco mais de dois anos. “Lá no início, o ministro Terra veio até nós e disse: eu tenho 3,7 milhões de crianças com menos de três anos nas famílias mais pobres do país e eu quero levar a visita domiciliar a todas elas. E nós dissemos: esse é um número muito grande, talvez vocês devessem ser um pouco mais modestos. Mas ele disse não, esse é o número. Então, nós começamos a apoiá-los e, em um espaço muito curto de tempo, eles já estão chegando a meio milhão dessas crianças, com mais de 12 milhões de visitas domiciliares realizadas e continuam avançando”, destacou Feigelson.

O ministro Osmar Terra afirmou que o reconhecimento ao Criança Feliz no maior fórum de educação no mundo é um marco de uma nova era para o desenvolvimento infantil. Segundo ele, as pesquisas mais avançadas sobre neurociência no mundo já demonstraram que os cuidados nos primeiros anos de vida são fundamentais para o desenvolvimento das capacidades cognitivas e emocionais das crianças, com reflexos no enfrentamento à pobreza e à violência, além de promover avanços econômicos e sociais.

A diretora do Centro de Desenvolvimento Infantil na Fundação de Desenvolvimento e Pesquisa da China, Mary Young, também participou dos debates. Segundo ela, os desafios na área da educação são muitos, além de milhões de crianças e jovens fora da escola no mundo, há milhões que frequentam a escolas, mas não estão aprendendo. “Já temos evidências científicas suficientes que demonstram a importância de começar os estímulos bem cedo, ainda nos primeiros anos de vida, formando uma base para o desenvolvimento da linguagem, do apego, da capacidade de aprendizagem. O Criança Feliz é um exemplo não só para melhorar as condições das crianças do Brasil, mas também para o resto do mundo. Todo mundo está aqui vendo como podemos fazer aprendendo com o Brasil”, afirmou Young.

A CEO da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, Mariana Luz, que também participou do evento, disse estar muito orgulhosa do trabalho em conjunto com o governo federal. “É uma oportunidade incrível de, ao lado do ministro, reforçar a parceria da instituição e do Ministério da Cidadania e de tratar dessa agenda com outros líderes internacionais, apresentando o caso brasileiro e todos os avanços que a gente tem conseguido promover nessa pauta.”

Com informações do Ministério da Cidadania.

Comentários no Facebook