Atividades de educação alimentar são realizadas nos restaurantes comunitários

Todo mês os 14 restaurantes comunitários recebem uma atividade de educação alimentar e nutricional. Cada restaurante debate um tema diferente com os frequentadores do local. As oficinas ocorrem no horário do almoço e são ministradas por nutricionistas, especialistas da área e servidores.

As ações são abertas à comunidade e para participar basta ir à unidade no dia em que ocorrer a atividade. O ciclo de palestras, referente ao mês de abril, começou no restaurante de Planaltina, na última sexta-feira (6), com o tema “Orientações Nutricionais para a prevenção de Diabetes”. Cerca de duas mil pessoas estiveram presentes e presenciaram a oficina.

As ações de Educação Alimentar e Nutricional têm por finalidade promover a garantia do Direito Humano à Alimentação Adequada-DHAA. As oficinas permitem o empoderamento e o desenvolvimento da autonomia dos usuários para decidirem por práticas alimentares mais saudáveis.

A Subsecretaria de Segurança Alimentar e Nutricional (Subsan) da Sedestmidh é a pasta responsável pelos restaurantes. O preparo e fornecimento de refeições nos Restaurantes Comunitários é de responsabilidade das empresas contratadas via licitação.

Os 14 restaurantes vendem diariamente cerca de 18 mil refeições no valor de um real para inscritos no CadÚnico e a dois reais para o público em geral.

 

NOVIDADE

Desde janeiro, os restaurantes de Brazlândia e Paranoá vendem por R$ 0,50 café da manhã com café, leite ou pingado, pão com manteiga, bolo, achocolatado e uma fruta da época. O de Sol Nascente foi o primeiro restaurante a ofertar café da manhã, com o serviço iniciado em 2016. As três unidades vendem diariamente 2.500 cafés da manhã.

da Ascom/Sedestmith

Comentários no Facebook