Alagoas terá 29 representantes em Conferência Nacional

social

A Política de Assistência Social é fundamental para o desenvolvimento dos município brasileiros, sendo necessária a revisão frequente do seu planejamento e avaliação da sua execução, ocorrendo em diversos momentos, em especial durante as Conferências realizadas a cada dois anos em nível municipal, estadual e nacional.

É com o objetivo de propor, deliberar e analisar diretrizes que contribuam para o fortalecimento do Sistema Único de Assistência Social, que Alagoas levará uma delegação composta por 29 membros para a XI Conferência Nacional de Assistência Social, que tem inicio nesta terça-feira (5) e segue até o dia 8 de dezembro, em Brasília.

Com o tema “Consolidar o SUAS de vez rumo a 2026”, a conferência é um amplo espaço democrático de discussão e articulação coletiva em torno de propostas e estratégias de organização, com o intuito de reunir governo e sociedade civil organizada no âmbito dos municípios, Distrito Federal, Estados e União para debater e decidir as prioridades na Política de Assistência Social para os próximos anos.

Na avaliação do secretário de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social, Fernando Pereira, a conferência acontece em um momento delicado vivido pelo país,  o que torna este encontro ainda mais importante para que os direitos socioassitenciais sejam garantidos.

“Foi anunciado pelo governo federal um corte em mais de 90% dos recursos destinados a assistência social. Caso confirmado este orçamento, quem mais vai sofrer é a população. Portanto, assim com aconteceu nas conferências municipais e na conferência estadual, esse é um momento de todos os atores que fazem parte desta rede, unir forças e debater soluções que preservem o SUAS”, disse.

Para participar da conferência nacional, a delegação, formada entre usuários, trabalhadores, entidades e representantes governamentais, foram eleitos na etapa estadual, que ocorreu no mês de setembro, em Maceió.

Para a presidente do Conselho Estadual de Assistência Social, Maria das Graças,  a ida para Brasília é um compromisso de  todos que lutam para garantia do direito estabelecido no Sistema Único de Assistência Social (Suas).

“Minha expectativa é que a delegação representante bem o estado de Alagoas e que, ao retornarem, esses conselheiros estejam mais preparados para acompanharem a implantação das proposta aprovadas, tanto no nível estadual como municipal”, disse.

da Ascom/Seades

Comentários no Facebook